Friday, 17 April 2015

HELIO RIBEIRO

For those (like me) who grew up in the 1960s in Sao Paulo, Brazil, Helio Ribeiro was one of the best, if not the best Radio DJ around. I remember his daily radio show distinctly well on Radio Tupi that started at 1:00 PM. Why? Because he started it calling out Buenos Aires's Radio Belgrano, New York's WABC Radio, London's BBC or Radio Luxembourg. We had the impression we were part of an international net of radio stations all inter-connected to bring out the latest hits to Sao Paulo.

Then, Helio would 'introduce' the names of the 10 or 12 acts that would be 'performing' just for us, listener: Rita Pavone from Rome, The Beatles from Liverpool, Richard Anthony from Paris, Elis Regina & Jair Rodrigues straight from Teatro Paramount in Sao Paulo, Palito Ortega from Buenos Aires, Roberto Carlos from Rio de Janeiro, Manuela from Berlin, Cliff Richard from London etc. 

Listening to his show was like going out to a live concert. Helio always gave bits of information about the acts that we didn't normally know. If there is an American DJ I could compere Helio with I would certainly choose Hollywood's Casey Kasem. His show was not as well produced as Casey Kasem's but it was pretty good.  

Helio Ribeiro was also Radio Tupi's radio-director. He had been given powers to do whatever was necessary to get the station out of its doldrums. After a few months of Helio Ribeiro's new direction Radio Tupi went from #9 to #2 in the ratings.

This is an interview Helio Ribeiro gave in 1970 to musical-magazine Melodias where he explains why he eventually left Radio Tupi after a couple of years of successful intervention and moved to Radio Bandeirantes - where he was supposed to do the same but was not even given the chance to try it before he was undermined by jealous and entrenched 'old timers'. After leaving Radio Bandeirantes Helio stayed 4 months at home licking his wounds... and soon enough he was hired to present a Morning Show at Radio Panamericana.


Helio Ribeiro saiu da Radio Tupi para fazer programas na Radio Bandeirantes. Mas não se fixou nessa emissora. Durante 4 meses ficou afastado do Radio, fazendo uma reformulação dos conceitos; procurou analisar certos 'porquês' e leu muito. Desde uma gramática expositiva da língua portuguesa (para se policiar) até a Bíblia. Leu também todos os comunicados assinados por ele, promovendo funcionários, aumentando salários e reivindicando dos patrões tratamentos mais humanos. Agora (1970) está na Jovem Pan (Radio Panamericana de São Paulo) fazendo o 'Show da Manhã'. 

Radio Tupi 

'Quando assumi a direção da Radio Tupi em 1965, ela estava em 9o. lugar, faturando 95 milhões. Consegui, com muito trabalho, colocá-la nos 1os. postos, faturando 600 milhões. Não foi por dinheiro que saí de lá. Dinheiro para mim é importante, mas não essencial. Acontece que eu só acredito que a gente possa levar avante um trabalho quando se tem amor a esse trabalho. Depois de termos conseguido um objetivo, depois de desfrutarmos a vitória, como é justo para quem lutou por ela, surgiram os famosos 'engenheiros de obras feitas', para colher o louro de uma vitória que não era deles. Eu sigo Jesus Cristo: 'A Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é Dêle'.

Radio Bandeirantes 

'Na Radio Bandeirantes houve pressão. Com a caneta na mão e o contrato preenchido, eu me recusei a assiná-lo por 2 motivos: 1o. por não querer prejudicar alguns profissionais daquela emissora com minha entrada. 2o. porque faltava amor, que é uma cláusula que não se escreve, mas que sem ela não vou cumprir contrato nunca com ninguém. João Jorge Saad, diretor da Bandeirantes, me chamou para um dialogo depois desse acontecimento e fez com que me sentisse plenamente recompensado da minha luta profissional, formulando um novo convite para que eu me integrasse no Radio e TV Bandeirantes.

Radio Panamericana

'Recebi uma convocação para conduzir o 'Show da Manhã'. Seria apenas o apresentador do programa e teria que assinar um contrato em branco. Em virtude das circunstâncias eu me prontifiquei a descer de meu pedestal de diretor e depois de uma conversa franca com Antonio Augusto do Amaral Carvalho (que se constituiu na surpresa de conhecer de verdade um homem do qual muitas vezes divergi), aceitei a convocação com humildade e amor. Recebi uma manifestação de afeto, de calor humano e de respeito, que fez renascer em mim a vontade de começar outra vez.'

- Nesta sua luta você descobriu quem é quem no Radio?

'Um pensador famoso tem uma frase que acho muito importante: 'O valor de um homem de mede pelo número de medíocres que se unem para derrubá-lo'.

- Como é o verdadeiro Helio Ribeiro?

Esta seria uma das perguntas a ser feita ao apresentador do 'Show da Manhã'. Mas bastou conversar por alguns minutos com Helio Ribeiro para que ela não tivesse mais razão de ser. Uma personalidade difícil? Pedante? Um individualista? Não, não mesmo. Apenas um homem cuja inteligencia e experiência de anos de trabalho pró-Radio, em luta constante, fizeram dele uma personalidade de destaque dentro do próprio Radio.

texto: Berta Stark
fotos: Ramon Rodrigues
Revista Melodias n. 153 - 1970.

 Helio Ribeiro in 1970 in the pages of 'Melodias'.

Helio Ribeiro nee José Magnoli 
* 24 July 1935
+ 6 October 2000

Helio Ribeiro turned Radio Tupi from lacklustre to #1 at the ratings in 1965. 

No comments:

Post a Comment